PUBLICIDADE

Coluna: A saída repentina de Marília Gabriela do SBT


Vou falar hoje sobre uma das despedidas mais inusitadas da TV brasileira, a saída de Marília Gabriela da TV aberta, e assim sendo do SBT.

Fato inusitado afinal foi feito através de uma coletiva convocada pela direção artística da emissora, esta deixou todos (um dia antes) imaginando o que seria.

Todos tinham a certeza de ser um programa novo ou então novidades em seu programa, mas não, tudo se tratava da decisão da jornalista em deixar a casa. Isso porque vai se dedicar a seu programa de entrevistas na GNT e a peças de teatro.

O problema é que não deve ser feita uma coletiva pra se anunciar uma demissão, muito menos dessa forma de chamar todos os jornalistas da imprensa especializada. Nem assuntos mais graves como a descoberta de um câncer foram divulgados dessa forma, e sim apenas por pequenas notas.

O fato é que são muitas as opiniões, muitos dizem que Gabi tomou essa decisão pelo fato de após anos de carreira tendo entrevistado pessoas importantes e ter mediado os debates presidenciais de 1989, Marília chegou a tal ponto de entrevistar pessoas não tão importantes assim, e sendo assim, estaria perdendo sua "classe".

E outra coisa que intriga, ela estava feliz em deixar a casa. Isso é um tapa na cara das emissoras que demitem artistas que vestem a camisa da empresa e dão a vida por ela e não saem por conta nenhuma, como foi o caso do "Hoje em Dia" da Record - onde os antigos apresentadores foram tirados do ar de forma deprimente e hoje se veem com os números caindo a cada dia.

Por fim, também há artistas que deveriam sair da TV por não apresentarem nada promissor, nada novo, mais do mesmo, tais como: Faustão, Luciano Huck e Geraldo Luis. Os três estão apelando em seus programas seja pelo mau humor ou pelo tipo de reportagem. Já Gabi era querida no SBT e todos se entristeceram com essa decisão, mas se ela agiu certo só o tempo vai dizer. Fica aqui meus singelos desejos de que Marília possa se restabelecer mais mais no mercado, boa sorte.


Texto: Solano Manoel
Blog: Aparato do Entretenimento