PUBLICIDADE

Coluna: "A Praça é pura Alegria"


A arte de contar piadas e histórias engraçadas surge muitas das vezes de acontecimentos e observações do dia a dia e foi dessa forma que surgiu “A Praça”, o criador do programa, Manoel da Nobrega, certo dia estava alimentando pombos em uma praça de Buenos Aires na Argentina e notou que por ali passam as mais diversas figuras, bolou a ideia apresentou a TV Paulista, que hoje é a Rede Globo, o projeto do humorístico, com um cenário muito simples, apenas um banco ao centro por onde passavam os mais diversos personagens engraçados, foi daí que nasceu “A Praça da Alegria”.


O programa teve passagens pela TV Globo, TV Record e TV Rio, depois de um tempo fora do ar, voltou a ser exibida em meados de 1977-78 pela Rede Globo, desta vez apresentada por Luís Carlos Miele. Em 1987 foi exibido na Bandeirantes com o nome de “Praça Brasil” contando com um elenco de humoristas afinados, logo na sua estreia teve grande audiência e repercussão, o que chamou a atenção de Silvio Santos que não pensou duas vezes, logo contratou Carlos Alberto de Nóbrega para o SBT.

               


A estreia de “A Praça é Nossa” no SBT aconteceu no dia 7 de maio de 1987 e logo na estreia teve a ilustre presença do Patrão.

E falando na presença dele, o que não faltou nestes mais de 27 anos no ar pelo Sistema Brasileiro de Televisão foram participações especiais, tais como: a da rainha da TV - Hebe Camargo, Pelé, Clodovil, Dercy Gonçalves, Agnaldo Rayol, Jota Quest, Charlie Brawn Jr, além dos artistas da casa e entre tantas outras participações.

(Postagem Compartilhada)